Header image

São Miguel do Gostoso

RN/Brasil
charme - velejo
\
  
 
 
 
 
Blog
     

CESE e Inter Redes apóiam a realização de projeto de mobilização juvenil em São Miguel do Gostoso

Por Tiago Luciano





O CESE (Centro Ecumênico de Serviços) e o Inter Redes de Juventudes do Nordeste através das articulações junto à Associação de Meio Ambiente, Cultura e Justiça Social (AMJUS) apóiam a realização do IV Encontro Municipal de Adolescentes (EMA) de São Miguel do Gostoso.

 

 

 

 

 

 

 

 

O EMA em São Miguel do Gostoso é uma proposta nascida a partir das atividades da Associação de Apoio aos Grupos Sociais em Informática, Meio Ambiente, Cultura e Comunicação (G-SIMCO), ativa por tempo determinado, que promoveu a realização dos I e II EMAs em parceria com a ONG Canto Jovem e a Secretaria de Educação do Município nos anos de 2001 e 2002. Segundo Ricardo André, presidente da G- SIMCO, o EMA foi adotado como o objetivo de consolidar as ações do município voltadas para o jovem e o adolescente criando espaço para um debate em rede para esse público. Heldene Santos, vice-presidente da G-SIMCO, diz que o evento teve um papel importante para o diálogo juvenil de modo que por iniciativa popular a juventude se uniu para discutir a sua realidade com intervenção, mas sem interferência de profissionais ou lideranças, numa interação harmônica de adolescente para adolescente.

Em 2009, a AMJUS, fundada em janeiro do mesmo ano, tem como primeiro projeto a retomada da história dos EMAs em São Miguel do Gostoso, sendo que parte dos membros que hoje fazem a AMJUS foram antigos membros adolescentes da G-SIMCO.

Nessa empreitada de retomar os EMAs a AMJUS com a realização já do III Encontro sentiu algumas dificuldades, em que pese ter contado com assessoria de Organizações como Canto Jovem e Coletivo Leila Diniz, pois que não foi fácil fechar parcerias que colaborasse com as necessidades financeiras. Portanto, ainda assim, o III EMA aconteceu nos dias 24 e 25 de outubro realizado em parceria com a Prefeitura Municipal de São Miguel do Gostoso, o Coletivo de Direitos Humanos, Ecologia, Cultura e Cidadania (CDHEC) e a Associação Sócio-Cultural e Desportiva Gostosense (ASCDEG) com o apoio da ONG Canto Jovem, do Coletivo Leila Diniz e Instituto Polis e ainda algumas colaborações de empresários locais. Ainda assim, o III EMA gerou algumas despesas imprevistas, além das constantes no Relatório do III EMA, com as quais a AMJUS ficou comprometida conseguindo quitar os custos de tais despesas já em meados de 2010, pelos esforços dos próprios dez associados, o que levou a AMJUS a uma ação mais articulada para captação de recursos através do Projeto Ecoar.

Então, foi o Projeto Ecoar construído, para 2010, com os mesmos objetivos de participação juvenil, inclusive com a antiga proposta de criação da rede municipal de adolescentes a ser formada a partir do IV EMA previsto para o mês de outubro, dessa vez com apoio do Inter Redes de Juventudes do Nordeste e da CESE – Centro Ecumênico de Serviços (em material de divulgação, alimentação, material pedagógico, oficineiros, camisetas e confecção de revista) podendo ser essa a contrapartida da AMJUS para o projeto a ser desenvolvido, a nível de município, com a parceria da Secretaria Municipal de Educação/Prefeitura de Gostoso e ONGs locais.

O EMA representa um momento voltado para a criação de um espaço de diálogo entre os adolescentes e jovens através da arte, da comunicação e da cultura. Não um espaço de aulas sobre determinados temas, mas um espaço popular de reflexão, debates e ao mesmo tempo diversão, com proposições e compromissos sociais a partir da própria juventude e, em 2010, algo mais, a criação da rede municipal de adolescentes. Como diz Heldene Santos, secretário executivo da AMJUS, é importante, portanto, que as diversas instituições e pessoas a se envolverem no processo estejam atentas a essência da proposta do EMA, para que se possa garantir a não existência de uma educação bancária, no modo como se referiu o grande estudioso e educador Paulo Freire, mas um momento de autonomia e de construção dos adolescentes e jovens presentes. E é importante que fique entendido por todos que a AMJUS é, sobretudo, um grupo de pesquisa, e dentro dessas atividades busca propor e avaliar metodologias de trabalho com adolescentes, tendo em vista que é constatado uma fuga bastante significativa desse público às diversas formas de abordagens com as quais lhes são trabalhadas.

Para saber mais acesse www.amjus.org.br.


Tiago Luciano

 

 
       

Quer comentar este artigo? Envie um email para: praiadogostoso@gmail.com

Voltar ao site de São Miguel do Gostoso

 

As opiniões expressas nos artigos são da responsabilidade dos seus autores e não veiculam necessariamente a orientação do site www.praiadogostoso.com.

[Abril 2011]
Gostoso pela igualdade: uns mais iguais que outros

[Agosto 2010]
São Miguel do Gostoso: 17 anos de emancipação política

[Abril 2010]
O que é Justiça Social?

[Março 2010]
ONG realiza projeto de promoção e participação social de crianças, adolescentes e jovens em São Miguel do Gostoso

[Fevereiro 2010]
Quem resgatou a cultura popular de São Miguel do Gostoso?

[Dezembro 2009]
São Miguel do Gostoso na Justiça! Por quê?

[Novembro 2009]
Gostoso encanto

[Outubro 2009]
Gostoso: onde tem rosas tem espinhos 

[Setembro 2009]
São Miguel do Gostoso: Espaço para os adolescentes? Eis a questão! 

[Agosto 2009]
São Miguel do Gostoso realiza Encontro Municipal de Adolescentes

 

praiadogostoso@gmail.com
www.praiadogostoso.com - O site de São Miguel do Gostoso - desde 2005