Header image

São Miguel do Gostoso

RN/Brasil
charme - velejo
\
  
 
 
 
 
Blog
     
 

Atitude - Muito Mais Gostoso

Além de jornalista, Emanuel Neri é empreendedor do Turismo em São Miguel do Gostoso

Segurança é dever do Estado

              

 

 

 

 

 

O assassinato do turista sueco Gert Bjorn Sandgren, durante um assalto em uma pousada de Pipa, na madruga do dia 1º de março de 2009, foi um fato trágico para o turismo potiguar. Além da tristeza pela perda de uma vida, aquele lamentável episódio contribuiu para que o nosso turismo desse um enorme passo para trás. A notícia, que se alastrou rapidamente por jornais e TVs do país e de todo o mundo, representou um enorme desgaste na imagem pública do Rio Grande do Norte e causou estragos imediatos na nossa receita com turismo. Como conseqüência do crime, quase todos os vôos charters de operadoras da Escandinávia, que há treze anos voavam para Natal, foram cancelados.

Os efeitos deste crime continuam repercutindo negativamente nos negócios do nosso turismo. O aeroporto de Natal, que era o terceiro maior portão de entrada do turismo estrangeiro no Nordeste, perdendo apenas para Salvador e Fortaleza, foi ultrapassado por Recife e amarga hoje o quarto lugar, sendo ameaçado de perto por Maceió. O turismo doméstico também sentiu o baque –e as conseqüências da criminalidade. Dias depois do crime de Pipa, um italiano levou um tiro durante um assalto em Ponta Negra. Por causa disso, operadoras nacionais também refizeram seus planos e hoje mandam bem menos turistas para Natal. A economia potiguar perdeu muito com os efeitos desta insegurança.

Passados quase dez meses do trágico assassinato de Pipa, a pergunta que se faz às autoridades locais é a seguinte: o que mudou na política de segurança pública do Rio Grande do Norte para melhor proteger seus cidadãos e os turistas que nos visitam? A resposta é, infelizmente, quase nada. Pelo menos esta é a realidade de todos os nossos destinos turísticos. Um dos casos mais típicos deste abandono é São Miguel do Gostoso, um promissor pólo turístico do nosso Estado. No último dia 17 de dezembro, São Miguel do Gostoso teve quatro de suas pousadas contempladas com o selo “Turismo Melhor”, do SEBRAE, de um total de oito prêmios para todo o Rio Grande do Norte – 50% do total das premiadas em todo o Estado.

A premiação do SEBRAE é um fato e tanto para comprovar o esforço do empresariado local para que a infra-estrutura turística da cidade se enquadre dentro de padrões de qualidade profissional do turismo nacional e internacional. Milhares de turistas, do Brasil e do exterior, visitam São Miguel do Gostoso todos os anos, gerando renda e emprego para o município. Nos últimos meses, no entanto, a cidade vem sendo alvo de inúmeras ocorrências criminais, causando perdas materiais aos seus negócios, além de insegurança aos seus habitantes e turistas. Apesar disso, em lugar de haver reforço do policiamento local, ocorreu o contrário: a policia abandonou a cidade.

Além de não contar com um único delegado na cidade, São Miguel do Gostoso até recentemente passava a semana inteira sem policiamento. Somente aos sábados e domingos, aparecia um pequeno reforço policial –na segunda-feira, todos iam embora e a cidade ficava novamente sem policiamento. A conseqüência disso foi o agravamento da criminalidade, provocando medo e insegurança a todos. Na semana passada, recebemos acenos da cúpula da polícia de que a situação mudaria, com o reforço de policiais durante todos os dias. Vamos ver se, ao contrário do que acontecia antes, não se trata de mais uma promessa que acaba caindo no esquecimento.

São Miguel do Gostoso quer evitar as lamentáveis ocorrências registradas em Pipa e em outros pólos turísticos do Estado. A cidade teme que, sem policiamento, ocorra também entre nós crimes de conseqüências trágicas que infelizmente são mais do que anunciados. Se isso ocorrer, além das perdas causadas com este tipo de violência, a promissora fonte de renda do município será destruída.

São Miguel do Gostoso quer reforço do policiamento, aumento das rondas policiais em ruas e praias da cidade, bem como a indicação imediata de um delegado para comandar uma efetiva política de segurança pública no município.

A Constituição Brasileira contempla a todos os seus cidadãos com direitos e deveres. Moradores e empresários de São Miguel do Gostoso –como também de todo o Rio Grande do Norte e do Brasil – cumprem com suas obrigações, respeitando as leis do país e pagando seus impostos. É chegada também a hora de se exigir uma contrapartida das autoridades do Rio Grande do Norte –e do Brasil -- no que diz respeito à nossa integridade física e patrimonial. Segurança Pública é dever do Estado e direito de todos os cidadãos --entre eles os de São Miguel do Gostoso.

 

 

 
     

Quer comentar este artigo? Envie um email para: praiadogostoso@gmail.com

As opiniões expressas nos artigos são da responsabilidade dos seus autores e não veiculam necessariamente a orientação do site www.praiadogostoso.com.

 

[Abril 2011] "São Miguel do Gostoso", o filme, faz pensar

[Março 2011] Sinais de maturidade e equilíbrio em São Miguel do Gostoso

[Janeiro 2011] São Miguel do Gostoso se desenvolve, mas ainda tem desafios

[Agosto 2010] São Miguel do Gostoso começa a se mexer

[Março 2010] Vamos nos mobilizar contra a violência e o descaso do Estado

[Fevereiro 2010]
Verão de São Miguel do Gostoso foi movimentado e cheio de atrações

[Janeiro 2010]
Segurança é dever do Estado

[Outubro 2009]
Mais uma da turma do barulho

[Agosto 2009]
Prá não dizer que não falei das flores – e das borboletas

[Julho 2009]
Bem que o Conselho da Criança e do Adolescente deveria entender melhor a questão do barulho

[Junho 2009]
Sebrae ajuda São Miguel do Gostoso a melhorar seu turismo

[Abril 2009]
Problemas de uma cidade que cresce, mas que precisam ser enfrentados

[Fevereiro 2009]
Quando todos se unem, é bem mais fácil resolver

[Janeiro 2009]
São Miguel do Gostoso consolida perfil de turismo cool

[Outubro 2008]
Chegou a hora de levar o nosso turismo a sério

[Janeiro 2008]
São Miguel do Gostoso cresce com qualidade

[Janeiro 2007]
São Miguel do Gostoso tem verão com defesa ambiental

[Outubro 2006]
São Miguel do Gostoso, modelo de preservação social e ambiental

[Agosto 2006]
Querem vender a Ponta do Santo Cristo

[Junho 2006]
Aterro das nossas lagoas é grave crime ambiental

[Maio 2006]
Imprensa brasileira dá visibilidade a São Miguel do Gostoso

[Março 2006]
Vamos discutir nosso meio ambiente

[Janeiro 2006]
Muito Mais Gostoso

Fãs de Gostoso


     
  Gostoso na mídia
 
 

praiadogostoso@gmail.com
www.praiadogostoso.com - O site de São Miguel do Gostoso - desde 2005