Header image

São Miguel do Gostoso

RN/Brasil
charme - velejo
\
  
 
 
 
 
Blog
     
 

Atitude - Muito Mais Gostoso                      

Emanuel Neri, jornalista e hoteleiro em São Miguel do Gostoso

Problemas de uma cidade que cresce, mas que precisam ser enfrentados

              





Passei a Páscoa em São Miguel do Gostoso –e foi mais uma oportunidade para sentir de perto problemas que a cidade está enfrentando –muito deles decorrentes do seu próprio crescimento, mas que precisam ser enfrentados –, como também para observar muitas coisas positivas que estão surgindo ali. Muitas pessoas me procuraram para relatar estes fatos.

 

 

 

 

 

 

 

 


Vamos a eles –primeiros os fatos que precisam ser consertados rapidamente, seja pela Prefeitura local ou por outro poder público (Câmara Municipal, Governo Estadual). Depois, no próximo comentário aqui neste blog, falarei de temas positivos – como abordei no artigo anterior -- que estão acontecendo na cidade.

1)As praias urbanas de São Miguel do Gostoso continuam sem lixeiras. A Prefeitura tem dito que as lixeiras antigas – tonéis azuis de transporte de material químico, doados pela Petrobrás – eram "roubados" por moradores, para usarem em suas casas. Por causa disso, a Prefeitura deixou de repô-los. Sem as lixeiras, fica muito lixo acumulado na praias, apesar do esforço da Prefeitura em sempre mandar limpar. A Prefeitura tem que lançar mão de uma forma criativa de lixeiras que não sejam "levadas" por moradores. Sugerimos que a Prefeitura mande fazer aros de aço para servir de suporte para sacos grandes de lixo, de plástico. Até agora nada foi feito. O problema é que a população começa a perder o hábito, que sempre teve, de jogar o lixo nas lixeiras –se não tem a lixeira, joga-se o lixo em qualquer canto e a praia --como de resto a cidade -- vai perdendo sua característica de ser uma das mais limpas do Estado. Precisamos resolver isso rapidamente.

2)Trânsito na praia. É incrível, mas parece que só vão controlar o trânsito nas praias de São Miguel do Gostoso quando, infelizmente, acontecer um grave acidente. Carros e motos passam na beira da praia em grande velocidade, pondo em risco a vida de banhistas, especialmente de crianças. E o pior é que muitos destes motoristas –vejam que perigo! -- estão bêbados, o que aumenta ainda mais o risco de acidentes. Já se falou com a Prefeitura, com a Câmara Municipal, mas até agora nada foi feito. Parece que, finalmente, surge uma pontinha de conscientização entre os nossos vereadores, que estão dispostos a aprovar um decreto proibindo o trânsito na praia. Moradores estão organizando um abaixo-assinado para entregar aos vereadores. A vereadora Isabel (Bebé) já se comprometeu a liderar o movimento para a aprovação do decreto.

3)O barulho, que parecia mais controlado, voltou com tudo. Como falei em meu último artigo aqui neste blog, o esforço de pousadeiros, Prefeitura e polícia parecia ter controlado o barulho no final do ano. Que nada! Basta se descuidar um pouquinho, para que esta praga desrespeitosa volte a ser um inferno. Na páscoa, principalmente no Sábado de Aleluia, o som comeu solto no bar da Clésia, tradicional ponto de agito e barulho de São Miguel do Gostoso. Quando o som parou, quase pela manhã, continuaram os carros com caixas de som –e o pior é que a Polícia, que deveria proibir estes abusos, não fez absolutamente nada. A gerente de um banco, que morava em uma casa próxima ao bar da Clésia, me contou que o barulho ali é tão grande que ela teve várias crises nervosas durante o período que morou ali. Para evitar problemas mais sérios, alugou outra casa e foi morar bem longe –agora imaginem quem continuou morando ali por perto. O risco é perder o juízo com este barulho ensurdecedor, todos os finais de semana. Isso sem contar no prejuízo ao turismo –muitos turistas têm batido em retirada de São Miguel do Gostoso, jurando que nunca mais voltarão a pôr os pés ali, por causa do barulho. Ah, o Rogério, dono do restaurante Jardim do Seridó, na Praia da Xepa, tem exercido uma forte vigilância contra carros que estacionam naquela praia, com caixas de som em alto volume. Viva o Rogério! Já o Cláudio, que explora um restaurante –cedido pela Prefeitura --, na mesma praia, é a favor do barulho e até já se desentendeu com o Rogério. Durma com um barulho deste! Seria bom que a Prefeitura –que é dona do imóvel onde funciona o restaurante do Cláudio --, ensinasse bons modos a ele.

4)A questão da segurança continua preocupante. Aqui está outra questão que, durante a temporada de verão do início do ano, parecia bem melhor. Mas bastou terminar a temporada, para que tudo voltasse ao que era antes. O destacamento policial de São Miguel do Gostoso conta atualmente com apenas dois soldados –é muito descaso das autoridades estaduais da Segurança Pública com a nossa cidade. Todos nós –pousadeiros, comerciantes e a população local -- estamos muito preocupados com isso. Não dá para imaginar uma cidade turística como a nossa –principalmente depois dos tristes acontecimento do início deste ano em Pipa, quando um turista sueco foi assassinado durante um assalto – com apenas dois soldados para garantir a nossa segurança! Mais recentemente, empresários da cidade conseguiram conversar com o secretário estadual de Segurança Pública (e/ou com o comandante da Polícia Militar), que prometeu reforçar o nosso efetivo policial. Por lei, São Miguel do Gostoso, como todos os municípios brasileiros, tem que contar com um delegado, bacharel em direito, mas até agora o governo estadual não fez concurso público para o preenchimento destas vagas de delegado. Uma lástima para nós e para o nosso Estado!

5)A iluminação pública, que sempre foi um ponto positivo da cidade, agora apresenta deficiência e escuridão. Muitos comerciantes e pousadeiros estão preocupados com o apagão nas nossas ruas e praias. Na praia do Maceió, um dos locais mais visitados da cidade, a noite parece um breu! Ali, as pousadas e bares procuraram a Prefeitura para reclamar, mas ela afirma que vai refazer toda a iluminação pública, e que por isso não pode trocar agora as lâmpadas que estão queimadas. Opa! –e até quando ficaremos nesta escuridão danada? É importante que a Prefeitura troque postes e lâmpadas por opções mais modernas, mas também não podemos ficar nesta escuridão eterna esperando para ver quando a troca definitiva vai acontecer. A boa iluminação contribui para a segurança da cidade –sem ela, ou com sua deficiência, aumenta a sensação de insegurança da população e tos turistas. E o pior é que marginais se sentem mais estimulados a agirem no escuro. 

 
   

Comentário de Jorge Figueiredo:

Parabéns pelo artigo e por colocar o dedo nas feridas. A minha mulher e o meu filho, só não foram atropelados na praia-Baixo Maceió, porque ela teve rapidez de reflexos, e conseguiu fugir.

Quem conduzia? Um garoto com o máximo de 15 anos. A pergunta , como o Sr muito bem fez, é a seguinte; Tem de morrer alguém para se tomarem medidas?

Este ano conheci um casal com 2 filhos que ao 4º dia de férias foram embora, pois não conseguiam estar na praia em sossego, tal a quantidade de carros a circularem.

Quanto ao som, enfim, já perdi as esperanças de dormir em certas noites.

Jorge Figueiredo

 

 

Quer comentar este artigo? Envie um email para: praiadogostoso@gmail.com

 

Artigo anterior - "Quando todos se unem, é bem mais fácil resolver"

Voltar ao site de São Miguel do Gostoso

 

As opiniões expressas nos artigos são da responsabilidade dos seus autores e não veiculam necessariamente a orientação do site www.praiadogostoso.com.

 

[Abril 2011] "São Miguel do Gostoso", o filme, faz pensar

[Março 2011] Sinais de maturidade e equilíbrio em São Miguel do Gostoso

[Janeiro 2011] São Miguel do Gostoso se desenvolve, mas ainda tem desafios

[Agosto 2010] São Miguel do Gostoso começa a se mexer

[Março 2010] Vamos nos mobilizar contra a violência e o descaso do Estado

[Fevereiro 2010]
Verão de São Miguel do Gostoso foi movimentado e cheio de atrações

[Janeiro 2010]
Segurança é dever do Estado

[Outubro 2009]
Mais uma da turma do barulho

[Agosto 2009]
Prá não dizer que não falei das flores – e das borboletas

[Julho 2009]
Bem que o Conselho da Criança e do Adolescente deveria entender melhor a questão do barulho

[Junho 2009]
Sebrae ajuda São Miguel do Gostoso a melhorar seu turismo

[Abril 2009]
Problemas de uma cidade que cresce, mas que precisam ser enfrentados

[Fevereiro 2009]
Quando todos se unem, é bem mais fácil resolver

[Janeiro 2009]
São Miguel do Gostoso consolida perfil de turismo cool

[Outubro 2008]
Chegou a hora de levar o nosso turismo a sério

[Janeiro 2008]
São Miguel do Gostoso cresce com qualidade

[Janeiro 2007]
São Miguel do Gostoso tem verão com defesa ambiental

[Outubro 2006]
São Miguel do Gostoso, modelo de preservação social e ambiental

[Agosto 2006]
Querem vender a Ponta do Santo Cristo

[Junho 2006]
Aterro das nossas lagoas é grave crime ambiental

[Maio 2006]
Imprensa brasileira dá visibilidade a São Miguel do Gostoso

[Março 2006]
Vamos discutir nosso meio ambiente

[Janeiro 2006]
Muito Mais Gostoso

Fãs de Gostoso


     
  Gostoso na mídia
 
 

praiadogostoso@gmail.com
www.praiadogostoso.com - O site de São Miguel do Gostoso - desde 2005